sexta-feira, 8 de março de 2019

Você conhece a CAMINHADA NÓRDICA

Sabe dos benefícios para a saúde e para praticantes de trailrunning? 
É um esporte para todas as idades. 
Venha praticar com instrutores da FENWA (Federação 
Adicionar legenda
Espanhola de Nordic Walking)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Com muita alegria concluímos e  estamos qualificados e certificados pela FENWA (Federacion Española de Nordic Walking), curso este realizado neste mês de novembro 2016 em Madrid.
Aqui estamos juntos com os nossos mestres e instrutores professora Blanca López-Beltran e professor Bernd Goldschmidt

domingo, 9 de outubro de 2016


Confira este trabalho pioneiro desenvolvido na ESEF- UFRGS, utilizando a Caminhada Nórdica para o tratamento de pacientes com doença de Parkinson.





A prática do nordic walking, ou caminhada nórdica, invadiu a Alemanha.
Fazer longas caminhadas com o apoio de dois bastões similares ao do esqui é a mais nova mania entre os alemães.
Encontrar uma pessoa caminhando rápido com o apoio de dois bastões pode, à primeira vista, parecer bastante estranho. Muitos não escondem o riso e acham a cena “coisa de louco”. Na Alemanha, a prática da caminhada nórdica, originalmente nordic walking, é o esporte do momento e conta com um número cada vez maior de adeptos.
Eles caminham a passos rápidos pelas montanhas, florestas e até na beira dos rios, unindo o esporte à agradável apreciação da natureza. Proveniente da Finlândia, este tipo de caminhada teve origem nos esportes de inverno escandinavos. Já que o esqui não pode ser praticado sem a presença de neve suficiente no solo, os alpinistas inventaram a caminhada com os bastões para os meses mais quentes do ano.
A caminhada nórdica é feita com um ritmo acelerado, sem chegar a ser uma corrida. Os braços são apoiados nos bastões que, por sua vez, ficam presos no pulso com uma cordinha para evitar que escorreguem. Na Alemanha, o esporte começou a ser praticado primeiramente no sul, nas regiões montanhosas. Lá já existem inclusive pistas e rotas específicas para este tipo de caminhada. Os adeptos andam geralmente em grupos, mas há os que preferem curtir o trajeto sozinhos.
Simples e eficiente
Um dos segredos do sucesso deste esporte na Alemanha, que já invadiu todos os Estados do país, talvez seja sua praticidade. Não exige muita concentração, nem um esforço sobre-humano. Mesmo com um ritmo menos intenso de caminhada, a queima de gordura acontece, uma vez que 90% da musculatura é estimulada. Em outras palavras, excelente para quem deseja emagrecer.
A dica para os principiantes é começar a andar com os bastões em terreno plano. Os bastões, aliás, devem ser bem escolhidos e adequados à altura de cada um. Durante a fase de aquecimento, as mãos devem segurar os bastões com firmeza. Depois, eles devem ficar soltos nos pulsos e apenas pegos individualmente, a cada passo.
O bastão que faz a diferença
Caminhar com ou sem bastões, acredite, faz diferença. Eles ajudam a melhorar a postura, amenizam o impacto sobre as articulações das pernas, joelhos e calcanhares. Além de exercitar os membros inferiores, induzem à utilização dos membros superiores e a musculatura do tórax.
Os especialistas costumam recomendar este tipo de caminhada para quem deseja praticar esporte, mas tem problemas nas articulações dos joelhos, quadris e coluna vertebral, já que propicia um alívio de até 30%na carga sobre o aparelho locomotor.
Agora é moda
Não é à toa que a caminhada nórdica virou moda na Alemanha. Estima-se que seis milhões de pessoas já aderiram ao esporte no país. O curioso é que a maioria é do sexo feminino. “As mulheres são mais determinadas”, tentou explicar o treinador Bernd Schäufle, autor de um livro detalhado sobre o nordic walking.
O instituto alemão para o walking classifica os diversos tipos de caminhada nórdica. Em comum, têm o passo rápido e a postura dos braços ao longo da coluna. A partir dos 130 passos por minuto, onordic walking passa a se chamar power walking, uma modalidade só recomendada para os mais experientes.
O wogging walking acrescenta pesos nos pulsos e nos calcanhares. Já o nordic jogging é praticado com corrida, enquanto o hill walking se limita à escaladas. E tem mais: o aqua walking, a mais suave das variantes. Como é praticada dentro da água, o impacto nas articulações é mínimo sem deixar de exercitar a musculatura.
A modalidade mais popular continua sendo a básica, que qualquer um pode praticar, independente da faixa etária. E, se depender dos alemães, a caminhada nórdica conquistará definitivamente um espaço entre os esportes mais praticados no país.

sábado, 8 de outubro de 2016

Os 5 benefícios da CAMINHADA NÓRDICA cientificamente comprovados:

 Está confirmado:
 A Caminhada Nórdica tem 5 pontos fortes que os cientistas têm medido e quantificado. Estudo publicado por Guinevere Hénot da Faculté de Médecine de Toulouse listou 5 benefícios da prática da Caminhada Nórdica.
1) Quer emagrecer? Há uma diminuição no índice de massa corporal ao fim de 12 meses de prática.
 
2) A prática da Caminhada Nórdica como única atividade física, atinge plenamente as recomendações da Organização Mundial da Saúde. Com diversão e muito mais. Metade dos caminhantes da amostra analisada (55% de 50 anos ou mais), fazendo pelo menos 150 minutos por semana já estão nas recomendações de atividades físicas semanais com a única prática. 

3) Quanto mais você se move, mais você deseja mover-se. A partir dos 12 meses de prática, os caminhantes intensificam a sua prática. Eles gastam 2 horas ou até 3 horas caminhada nórdica semanal e acumulam cerca de 3 a 04:30hs de atividades físicas no total por semana.

4) Caminhada Nórdica é ideal para pessoas com mais de 60 anos. A prática está a aumentando de forma estatisticamente significativa a partir de 60 anos. Lesiona menos do que correr, melhora a frequência cardíaca e fortalece a musculatura esquelética para caminhar, e é recomendado para aqueles que desejam retomar a atividade física pós-aposentadoria.

5) Trabalha os músculos dos membros inferiores e melhora o equilíbrio. Finalmente, há uma melhoria estatisticamente significativa na pontuação de força muscular nos membros inferiores e do equilíbrio unipodal (em um pé) com os olhos abertos.